SÃO SEBASTIÃO, DO IRAJÁ AO SALGUEIRO

Hoje, 20 de janeiro, é dia de São Sebastião, santo católico, protetor da Cidade Maravilhosa a qual nunca precisou tanto desta proteção.

Na hinterlândia carioca (subúrbio e antiga zona rural), existem mais de vinte templos em seu louvor, nos bairros de Bangu, Cachambi, Campo Grande, Deodoro, Engenho de Dentro, Freguesia, Guaratiba, Inhoaíba, Lins de Vasconcelos, Madureira, Olaria, Paciência, Parada de Lucas, Quintino, Santa Cruz, Sepetiba, Taquara e Vargem Grande. Outrora, havia uma capela na região de Irajá, na localidade conhecida como Beco da Coruja, hoje, segundo consta, em território de Brás de Pina. Veja mais

VIVA SÃO SEBASTIÃO, O SANTO TIJUCANO!

saosebastiao2016

“Na fé do meu padrinho São Sebastião/ Que cura minha alma e põe meu corpo são…” (Almir Guineto e Nei Lopes, “Abençalgueiro”)

O bairro da Tijuca, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro é um bairro alvirrubro. Pois alvirrubras são as cores do América Futebol Clube, tradição do bairro; do Tijuca Tênis Clube, um dos maiores e melhores da zona onde se situa; e a escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, nascida em 1953 e integrante do exclusivíssimo grupo das “quatro grandes” até os anos de 70, a década que mudou tudo. Pois São Sebastião, protetor da Cidade e que tem seu altar na Igreja dos Capuchinhos, na Rua Haddock Lobo – para onde foi depois do desmonte do Morro do Castelo – também se veste vermelho. Veja mais