NEI LOPES E A CENSURA NOS ANOS 70

O cuidadoso pesquisador Stephen Bocskay vem, há tempos, estudando as letras do nosso Nei Lopes. E agora finaliza, tendo Nei como um dos artistas focalizados, o livro “Samba e afro-política durante a ditadura militar brasileira”. E este trabalho deu origem à série de reportagens que a jornalista Mariana Filgueiras está publicando no Segundo Caderno de O Globo nesta última semana de março de 2017.

Veja mais

“NEM MELHORA NEM PIORA, APENAS DIFERENÇA”

OGlobo_FazADiferenca_23Jan2016

Agradeço a todos os amigos e amigas que contribuíram com seu voto para tirar meu trabalho daquela incômoda invisibilidade que todos conhecem.

A premiação de O Globo à minha Literatura é também uma vitória do Samba (aquele que está muito além do “sambódromo”).

Meus sinceros agradecimentos!

Veja mais

DO “CAFUMANGO” AO “CHEF-DE-CUISINE”

Cafumango

A foto de que vamos falar não é esta. É outra, de autoria de Fábio Seixo, datada 13/07/2015, foi publicada em O Globo e reproduzida ontem, domingo 26, na Coluna do Ancelmo, encimando um texto intitulado “Que marravilha!”. Mostra cerca de 45 chefes de cozinha envolvidos no Circuito Rio Gastronomia, em curso. E sobre ela a matéria comenta que “há mais homens que mulheres e mais brancos que negros”. E é verdade, pois entre as mulheres fotografadas contamos cerca de 15; e entre os negros, salvo engano, aparecem apenas 1 homem e uma mulher com aparência, digamos, negróide.

Veja mais