MORREU EM PARIS A MARIA CALLAS AFRO-BRASILEIRA

Maria D’Apparecida

Dias atrás, uma pequena nota em O Globo, informava uma perda inestimável. Morria em Paris, sozinha e sem parentes ou conhecidos, aquela que um dia foi considerada a “Maria Callas afro-brasileira”, numa referência à mitológica diva grega do canto lírico, a quem substituiu, na Europa. O corpo da cantora foi encontrado por vizinhos, em estado de decomposição. E a Embaixada Brasileira custou a localizar alguém que se responsabilizasse pelos despojos, ao final cremados lá mesmo na capital francesa. Veja mais