DIA INTERNACIONAL PARA A ELIMINAÇÃO DA DISCRIMINAÇÃO RACIAL

Imagem: Unesp

PFDC INSTITUI GT PARA ENFRENTAMENTO AO RACISMO
Colegiado Reunirá Integrantes do Ministério Público Federal e de Ministérios Públicos Estaduais

Nesta quarta-feira (21), data em que se celebra o Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial, a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC) – do Ministério Público Federal – anunciou a criação de um grupo de trabalho para atuar no combate à discriminação e no fortalecimento de políticas públicas voltadas à promoção da igualdade racial. Veja mais

ESSE BRASIL QUE AÍ ESTÁ JÁ VEM DE LONGE…

O grande escritor brasileiro LIMA BARRETO, (1881-1922) nascido e falecido no Rio de Janeiro, destacou-se por retratar em seus romances, contos e crônicas a sociedade de sua época, de­nunciando o racismo e as injustiças sociais e captando com ironia e amargura, mas sempre ma­gistralmente, a vida carioca. Rejeitado pelo mundo literário, décadas após sua morte física, entretanto, ganhou reconhecimento. E quem hoje lê ou relê seus escritos, como o trecho abaixo, um perfil do incensado Barão do Rio Branco, pinçado do romance “Vida e Morte de M.J. Gonzaga de Sá” compreende a razão do descaso de que Lima foi vítima até bem pouco tempo. Degustem! Veja mais

NOSSO SALGUEIRO CHEGOU PERTO

Por conta da desgastada abordagem histórica que restringe a África ao escravismo e apaga o que antes se passou no continente, o belo enredo do Salgueiro não foi compreendido como deveria. O senso comum desconhece que boa parte da pujança africana, anterior à conquista árabe a partir do século Sete, tem origem na região da Núbia, atual Sudão, que desde a Antiguidade influiu até mesmo no Egito dos faraós. Veja mais