WILSON DAS NEVES EM LIVRO

wilson

Já nas bocas a esperada biografia de Wilson das Neves“Ô, Sorte! Memórias de um Imperador”, organizada por Guilherme Almeida para a Editora Multifoco, Rio, RJ. O prefácio é de nossa lavra, como seguinte:

O “Resto” é Conversa Fiada.

A visão simplista, reducionista e estreita que a sociedade de consumo criou sobre o samba costuma reduzi-lo ao universo carnavalesco das escolas. O samba, entretanto – e aqui parafraseamos Hermínio Bello e Paulinho da Viola“não é só isso que se vê”: é muito (e não um pouco) mais.

Esse plus se traduz numa amplitude muito grande de enfoques, abordagens, definições e questões que suscita, as quais fazem com que reconheçamos no samba um fenômeno cultural de largo espectro, como o jazz, seu “primo” americano. E, mesmo enquanto arte musical pura e simples, a variedade de estilos de composição e interpretação do samba o revela como algo muito mais complexo que uma simples diversão carnavalesca, ou de fim de semana.

Das origens, o samba guarda estreita ligação com a religiosidade de base africana que subsiste no Brasil desde os tempos coloniais. Da mesma forma, sua trajetória histórica de resistência à opressão de fundo racista, o mantém indissoluvelmente ligado à experiência existencial do povo afrodescendente.

Por outro lado, sua inserção gradual em terrenos e ambientes antes vedados, como o do palco dos teatros, da transmissão radiofônica, do cinema, da televisão e, hoje, da internet, repete metaforicamente a caminhada, árdua, mas persistente, do povo afro-brasileiro no caminho da inclusão.

Essa caminhada é contada por episódios exemplares. Como foi a prática, décadas atas, do concurso para outorga, no ambiente das agremiações, da láurea máxima de “Cidadão Samba”, título concedido àquele que, por seus talentos e habilidades como músico, compositor, dançarino, orador e “personalidade”, melhor representasse o que se esperava de uma “personalidade” do Mundo do Samba. Como é o inigualável homem “Das Neves” de que trata este livro. Que, além de tudo, faz parte, por tradição familiar, da seleta comunidade dos “olorixás” – os iniciados nos segredos do culto às divindades jeje-iorubanas.

Músico, percussionista, compositor, cantor, ator, e naturalmente dançarino, Wilson das Neves é dono de uma história pessoal e profissional única, como certamente comprovam as páginas escritas por seu cuidadoso biógrafo Guilherme Vasconcelos. E aí, finalizando esta breve apresentação, retomamos outra visão estreita, tacanha, que é aquela que, com intenção derrogatória ou por mero desconhecimento, costuma classificar como “sambista” qualquer um que cante um “sambinha” ou “bata” um pandeiro.

Sambista, com S maiúsculo, caros leitores e leitoras, é Wilson das Neves!

O “resto” (e aqui cabe muita gente) – é conversa fiada! (NL)

5 ideias sobre “WILSON DAS NEVES EM LIVRO

  1. O mais velho, tudo bem? Vamos por aqui tocando o nosso bonde. Entao, o fino e elegante prefacio bem que poderia, claro, se possível, ser publicado no Blog do Clube do Choro de Santos.

    Abraço
    Rene Ruas

  2. Vou buscar o meu.
    Elegância no compor, no tocar e no cantar.
    Um lord, reverenciado pela nata, não apenas do samba, mas do grande clam de conhecedores de nossa musica.
    Esperto é o Emicida que galgando do alto de sua inteligência e ligeireza musical, seu espaço dentro deste voam. Tratou de mandar um belo mix samba rap, que fala de uma nega meio desprovida de vergonha, a tal Margarida, onde o Seo Wilson, surfa como se a sua praia fosse o rap.

    Estou realmente feliz por poder me deliciar nesta obra que de fato e de direito, haVde ter muitas boas passagens pra dividir conosco.

    Agora é me presentear e deleitar importante registro da nossa musica.

    Isto sem contar com o garboso prefácio do dono do lote.

    Saudações alvo e verde da Barra Funda, Camisa Verde e Branco que esse ano fala de um outro grande, mas este da resistência negra. Joao Candido o Almirante Negro…

    Abraço

    João Djalma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *