UMA SELFIE COM LÊNIN – Fernando Molica não é mole

UmaSelfieLenin

Nunca antes, que eu saiba, um romance carioquíssimo foi tão nacional, atual e revelador sobre o submundo da política, fluminense e brasileira, como “Uma selfie com Lenin” (Record) do nosso querido “primo” Fernando Molica. Num bordejo forçado pela Europa, o personagem narrador, em ritmo de samba da Lapa e com o charme dos blocos de Santa Tereza, narra tramoias ocorridas em escritórios de doleiros do Castelo. E ainda desfruta de belas assessoras de imprensa. Tão belas quanto perigosas.

Show de bola este romance do bisneto do saudoso pianista Júlio Reis. Da Piedade para o mundo. Num jato bem lavadinho.

http://www.blogdaeditorarecord.com.br/2016/04/04/uma-selfie-com-lenin-de-fernando-molica/

Uma ideia sobre “UMA SELFIE COM LÊNIN – Fernando Molica não é mole

  1. Amigo Nei,
    conheci o Fernando Molica quando ele era ainda criança, filho que é de um companheiro da “pelada” de veteranos lá no Clube Pontal , em Vargem Grande.
    Mundo pequeno esse.
    Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *